Diário de viagem III

criançaVocê consegue imaginar um menino de treze anos que foi violentado pelo namorado da mãe varias vezes enquanto a mesma saia para trabalhar? Você consegue imaginar que esse menino aprendeu a sentir prazer com as dores do abuso sofrido pelo padrasto? Você tem noção que esse menino tem buscado se relacionar com homens mais velhos por que sente prazer na dor do abuso sofrido pelo namorado da mãe?

Queridos isso não é um conto de fadas, e sim a mais pura realidade vivida por um garoto de 13 anos que conheci na cidade de Barão de Cocais – MG. Por motivo de segurança e preservação do mesmo chamaremos o garoto de Antônio (nome usado aqui para proteger o garoto) também não estarei repassando determinados dados para não comprometer o trabalho do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente na cidade, mas estarei repassando um pouco daquilo que tenho vivido aqui em Minas.

Exatamente há uma semana estava na casa do pastor que me hospedou quando o telefone tocou… Era um dos jovens da igreja me perguntando se poderia ajudá-lo com um menino que tinha fugido da casa do pai e já estava há três dias na rua… Sem pensar respondi que sim, e logo em seguida sai para encontrá-lo e ver o que poderia ser feito para ajudar aquele menino que estava na rua há três dias.

Quando estive em JOCUM Fortaleza fazendo ETED (Escola de Treinamento e Discipulado) tive a oportunidade de conhecer o Ministério Casa de Meu Pai que trabalha com crianças em risco podendo assim observar e aprender um pouco sobre certas situações. Mas voltando ao relato a cima vou resumir para melhor compreensão de todos.

Antônio vem de uma família pobre onde os pais são separados… A principio ele foi morar com a mãe que segundo ele o ensinou a roubar para sustento dos mesmos… Isso levou Antônio a ficar sem controle da situação roubar por impulso e sem necessidades… Antônio chegou a falar para mãe sobre a situação dele com o padrasto que o violentava todas as vezes que ela saía para trabalhar, mas já era tarde de mais, pois o mesmo já estava preso por esse laço do inferno.

Chegando ao local onde os dois jovens da igreja estavam com o Antônio rapidamente fui colocado a par dos acontecimentos… Em seguida iniciei uma conversa com o garoto e percebi que se tratava de uma bomba relógio que estava prestes a explodir em nossas mãos. Uma coisa era certa… Não poderíamos deixar aquele menino na rua sem fazer nada… Saímos logo à procura de informações das autoridades da cidade para não agirmos fora da lei… Chamei os rapazes e propus ir à casa do Juiz para saber como deveríamos proceder diante da situação… Para nossa surpresa não fomos bem recebidos pelo Juiz, e nem obtivemos as respostas para nossos questionamentos.

Saímos da casa do Juiz e fomos para a casa de uma conselheira do Conselho tutelar que nos recebeu com todo respeito e interesse em nos ajudar… Contamos a situação para ela que nos aconselhou a acionar o Conselho Tutelar já que o garoto em questão já era conhecido e acompanhado pelo mesmo… Também fomos informados que Antônio já vinha sendo acompanhado pela justiça que o observava para tentar prender os homens que vem ao longo do tempo mantendo relações com crianças na cidade.

Imediatamente acionamos o Conselho Tutelar e levamos o garoto às autoridades responsáveis para que ele fosse levado ou para a casa do pai ou para um abrigo adequado.

Concluído passamos por horas de treinamento nas mãos de Deus, pois os rapazes que estavam comigo tem a chama missionária ardendo dentro do coração… Eles tiveram a oportunidade de aprender na pratica como é ser cristão verdadeiramente… Antônio voltou pra casa do pai que já tinha quase tudo pronto para enviá-lo para uma instituição onde seria tratado e cuidado para ser devolvido à sociedade como um homem restaurado.

Querido, infelizmente Antônio não é o único menino nesta situação no Brasil… Este artigo foi escrito para que a igreja possa abrir seus olhos e ver que ainda existem vidas que necessitam ser alcançadas pela palavra de salvação e restauração da cruz de Cristo Jesus… Que ainda existem crianças e famílias inteiras sem nem um conhecimento sobre essas coisas que o diabo tem feito na vida delas.

Desperta, Igreja Brasileira!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: